Data Venia

Data Venia Senhor Procurador, que denúncia grave! Seriam os ratos canibais? Leiam.

CARTA ABERTA AO PROF PINGUELLI - COPPE X AGU - DENÚNCIA GRAVE CONTRA O
PROCURADOR-GERAL DA UFRJ (no fim do texto).

Emérito Prof. Luiz Pinguelli Rosa,

Após testemunhar a sua coragem de romper o silêncio, em momento tão
especial como a sua cerimônia de emerência, e denunciar os ataques à
autonomia universitária que a UFRJ vem sofrendo de órgãos externos e que
não compreendem a academia como a CGU, lembro-me de tê-lo aplaudido
emocionado.

É por isso que agora, eu que não significo nada diante de tanta grandeza
que vivencio nessa universidade, recorro ao senhor para levar a público a
minha indignação e a minha denúncia contra aquilo que tem me deixado
preocupado com o futuro da pesquisa e, porque não ser sincero, com a minha
própria sobrevivência, pois há muitos anos venho dedicando a minha vida
profissional ao apoio à pesquisa nessa universidade. Não conseguiria
recomeçar e fazer outra coisa, infelizmente minha idade e saúde não
permitem isso.

Mas assim como a sua idade e sua saúde não o impediram de tomar a frente
da defesa de nossa Universidade, a minha idade e a minha saúde não me
impedirão de ofertar essa humilde contribuição, que muito me espanta não
ter vindo à tona antes, já que temos tantas mentes jovens e brilhantes,
mas não vemos reação efetiva aos ataques que sofremos.

Vou direto ao Assunto. Fiquei sabendo que a nossa Procuradoria, ou melhor,
a procuradoria da AGU, que substituiu a nossa procuradoria própria, está
se alinhando com a CGU para inviabilizar as nossas pesquisas. Isso é um
pesadelo!

Pesadelo esse que vi confirmado pelo jornal da Adufrj do dia 06 de maio de
2013 (página 11):

“CHUVAS E TROVOADAS
Crise sem precedentes na Coppe.
Contratos e convênios encaminhados à reitoria para assinatura estão sendo
brecados pela procuradoria da AGU na UFRJ”.

Quase não pude acreditar no que me contaram: que o Procurador-Geral da
UFRJ, o Dr. Reginaldo Pereira Gomes Filho (só não sei filho de quê), está
tendo a petulância de defender que a nossa valorosa COPPETEC não pode mais
receber recursos em sua conta, nem mesmo da PETROBRAS ou das empresas
particulares. Diz que isso fere a legislação!

Ora, não seria o papel dele nos defender? Ele não deveria ser o advogado
da UFRJ?

O senhor tem razão em defender que a UFRJ tenha uma procuradoria própria.
Até porque descobri que a UFRJ tem enormes despesas para manter esse
procurador. Por que então não investirmos em uma procuradoria própria? Ou
contratar um escritório de advocacia?

Achei na internet alguns documentos que comprovam parte dessa despesa (em
anexo):

Fonte: Portal da Transparência.

“Detalhamento Diário das Despesas
Detalhamento do documento: 2012NE001120
DADOS BÁSICOS
Fase: Empenho
Documento: 2012NE001120 Tipo de Documento: Nota de Empenho (NE)
Data: 20/12/2012
Tipo de Empenho: ORDINARIO Espécie de Empenho: Original
Órgão Superior: 26000 - MINISTERIO DA EDUC AC AO
Órgão / Entidade Vinculada: 26245 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
Unidade Gestora Emitente: 153115 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
Gestão: 15236 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
Favorecido: ***.170.664-** - JOSE REGINALDO PEREIRA GOMES FILHO
Valor: R$ 9.165,00
DADOS DETALHADOS
Observação do Documento: IMPORTANCIA EMPENHADA PARA ATENDER DESPESAS COM
RESSARCIMENTO EM NOME DE REGINALDO GOMES FILHO REFERENTE TRANSPORTE DE
MUDANÇ A DE RECIFE/PERMANBUCO PARA O RIO DE JANEIRO. AUTORIZADO PELA PR-3.
UB: PR-4.
Esfera: 1 - ORÇ AMENTO FISCAL Tipo de Crédito: A - INICIAL (LOA)
Fonte de Recursos: 12 - RECURSOS DEST.A MANUT.E DES.DO ENSINO
Unidade Orçamentária: 26245 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
Funcional Programática
Função: 12 - EDUCACAO
Subfunção: 364 - ENSINO SUPERIOR
Programa: 2032 - EDUCAÇÃO SUPERIOR - GRADUAÇ ÃO, PÓS-GRADUAÇÃO, ENSINO,
PESQUISA
Ação: 20RK - FUNC IONAMENTO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS
Subtítulo (localizador): 0033 - FUNCIONAMENTO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS -
NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Linguagem Cidadã:
Categoria de Despesa: 3 - Despesas Correntes Grupo de Despesa: 3 - Outras
Despesas Correntes
Modalidade de Aplicação: 90 - Aplic. Diretas (Gastos Diretos do Governo
Federal)
Elemento de Despesa: 33 - PASSAGENS E DESPESAS C OM LOCOMOC AO
Processo Nº: 060513/12-50
Modalidade de Licitação: NAO SE APLIC A Inciso: Amparo:
Referência da Dispensa ou Inexigibilidade:
Nº Convênio / Contrato de Repasse / Termo de Parceria /
Outros:
Detalhamento do Gasto
Subitem da Despesa Quantidade Valor Unitário (R$) Valor Total (R$)
Descrição 4 - MUDANC AS EM OBJETO DE SERVICO 1 9.165,00
9.165,00 PARA ATENDER RESSARC IMENTO DE DESPESAS COM TRANSPORTE DE MUDANÇA
DE REC IFE/PERNAMBUC O PARA O RIO DE JANEIRO EM NOME DE JOSÈ REGINALDO
GOMES FILHO”.

Acho um absurdo e tenho certeza que também não é legal terem utilizado
“RECURSOS DEST.A MANUT.E DES.DO ENSINO” para ressarcir esse procurador de
suas despesas pessoais com mudança, pois o que isso tem que ver com
“manutenção e desenvolvimento do ensino”? Afinal, não deveria ser a AGU
que tinha que bancar a mudança desse procurador, por que utilizar dinheiro
do ensino para isso? Está sobrando dinheiro do ensino? Duvido!

Mas também não me admira essa postura dele contra a pesquisa na UFRJ, ele
era da Procuradoria da República da 5ª. Região (Recife), eu vi isso na
internet, ou seja, já devia atuar contra as universidades antes de ser
transferido para cá. Como pode a AGU mandar um procurador-geral de tão
longe e ainda nos obrigar a pagar a conta com dinheiro destinado ao
desenvolvimento do ensino na UFRJ? Como o nosso Magnífico Reitor permitiu
isso? Estamos com dinheiro sobrando?

E os absurdos não param por aí...O senhor sabia que é a Universidade que
paga os aluguéis desse procurador (veja documentos em anexo). Isso é uma
loucura, ele ganha da UFRJ R$ 1.800,00 pagos mensalmente como
auxílio-moradia. Ora, esse procurador ganha mais de R$ 22.000,00 de
remuneração básica por mês e ainda suga a UFRJ com esse auxílio-moradia. O
salário astronômico dele está no portal da transparência:

“SERVIDORES CIVIS E MILITARES DO PODER EXECUTIVO FEDERAL - POR NOME DO
SERVIDOR
Nome: JOSE REGINALDO PEREIRA GOMES FILHO
CPF: ***.170.664-**
Servidor: Civil
Março/2013 | Fevereiro/2013 | Janeiro/2013 | Dezembro/2012 | Novembro/2012
| Outubro/2012
MÊS DE REFERÊNCIA: MARÇO DE 2013
Descrição Valor (R$)
REMUNERAÇÃO
Remuneração básica
Remuneração básica bruta 22.864,94
Deduções obrigatórias (-)
IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) -4.950,89
PSS/RPGS (Previdência Oficial) -1.986,82
Total da Remuneração Após Deduções 15.927,23
VERBAS INDENIZATÓRIAS
Valores Registrados em Sistemas de Pessoal - Civil 549,59
Total de verbas indenizatórias 549,59”

Por que nós que ganhamos muito menos não recebemos esse privilégio? E os
nossos estudantes carentes? E os funcionários que ganham pouco e moram em
comunidade? Na verdade, que eu saiba, ninguém, nem mesmo o reitor, tem seu
aluguel pago pela UFRJ. Bem que eu queria essa moleza, assim não
precisaria pegar dois ônibus para chegar no trabalho. Mas o pior é que
esse moço nos custa uma fortuna e ainda ajudar a nos atacar. E agora quer
inviabilizar o meu emprego e a pesquisa nessa universidade. É ou não é um
absurdo tudo isso?

Olha como é feito o pagamento do ressarcimento dos aluguéis desse
procurador, está no portal da transparência e no documento em anexo:

“Detalhamento Diário das Despesas
Detalhamento do documento: 2013NE000091
DADOS BÁSICOS
Fase: Empenho
Documento: 2013NE000091 Tipo de Documento: Nota de Empenho (NE)
Data: 21/02/2013
Tipo de Empenho: ESTIMATIVO Espécie de Empenho: Original
Órgão Superior: 26000 - MINISTERIO DA EDUCACAO
Órgão / Entidade Vinculada: 26245 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
Unidade Gestora Emitente: 153115 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
Gestão: 15236 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
Favorecido: ***.170.664-** - JOSE REGINALDO PEREIRA GOMES FILHO
Valor: R$ 10.800,00
DADOS DETALHADOS
Observação do Documento: IMPORTÂNCIA EMPENHADA PARA ATENDER DESPESA COM
PAGAMENTO DE AUXÍLIO MORADIA EM NOME DE JOSÉ REGINALDO P. G. FILHO,
PROCURADOR FEDERAL DA UFRJ, REF. AOS MESES DE JANEIRO A JUNHO/2013. AUT.
PELA PR-3. UB: PROCURADORIA FEDERAL DA UFRJ.
Esfera: 1 - ORÇ AMENTO FISCAL Tipo de Crédito: A - INIC IAL (LOA)
Fonte de Recursos: 50 - RECURSOS NAO-FINANCEIROS DIRETAM. ARREC ADADOS
Unidade Orçamentária: 26245 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
Funcional Programática
Função: 12 - EDUC AC AO
Subfunção: 364 - ENSINO SUPERIOR
Programa: 2032 - EDUC AC AO SUPERIOR - GRADUAC AO, POS-GRADUAC AO, ENSINO,
PESQUI
Ação: 20RK - FUNCIONAMENTO DE INSTITUICOES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR
Subtítulo (localizador): 0033 - FUNC IONAMENTO DE INSTITUIC OES FEDERAIS
DE ENSINO SUPERIOR - NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Linguagem Cidadã:
Categoria de Despesa: 3 - Despesas Correntes Grupo de Despesa: 3 - Outras
Despesas Correntes
Modalidade de Aplicação: 90 - Aplic. Diretas (Gastos Diretos do Governo
Federal)
Elemento de Despesa: 93 -
Processo Nº: 055941/2012-25
Modalidade de Licitação: NAO SE APLIC A Inciso: Amparo:
Referência da Dispensa ouInexigibilidade:
Nº Convênio / Contrato de Repasse / Termo de Parceria /
Outros:
Detalhamento do Gasto
Subitem da Despesa Quantidade Valor Unitário (R$) Valor Total (R$) Descrição
7 - INDENIZAC AO DE MORADIA - PESSOAL C IVIL1 10.800,00
10.800,00 PARA ATENDER DESPESA C OM RESSARCIMENTO REFERENTE A AUXÍLIO
MORADIA EM FAVOR DOPROCURADOR FEDERAL DA UFRJ, DR. JOSÉ REGINALDO PEREIRA
GOMES FILHO, REFERENTE AOS MESES DE JANEIRO A JUNHO DE 2013.

Olhe no detalhe que a despesa de moradia do procurador é paga com
“RECURSOS NAO-FINANCEIROS DIRETAM. ARRECADADOS”, ou seja, é dinheiro
arrecadado com pesquisa!!! Justamente aquilo que ele está inviabilizando
com sua postura pseudo-legalista. Isso não é ilegal? Usar verba arrecada
para pesquisa para pagar ressarcimento de aluguel de procurador? Isso não
é despesa pessoal?

DENÚNCIA:

Falando em ilegalidade, sem querer dar uma de detetive, vi que esse
Procurador José Reginaldo é na verdade um hipócrita e peço ao senhor que
use seu prestígio para que essa DENÚNICA que vou fazer agora não seja
abafada como sempre acontece com os poderosos.

A COPPETEC receber dinheiro para fazer pesquisa para esse país é ilegal na
ótica desse procurador, mas quando o dinheiro via para o bolso dele tudo
pode, mesmo sendo obviamente ilegal.

Encontrei essa publicação no DOU, n. 14, de 21/01/2010, seção 3, pág. 86,
em nome do Dr. José Reginaldo Pereira Gomes Filho (veja original em
anexo):

“UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO N 48/2010
Nº Processo: 000683/2010-57 . Objeto: Ministrar curso Total de Itens
Licitados: 00001 . Fundamento Legal: Artigo 25, inciso II, da Lei 8.666/93
. Justificativa: Inexigibilidade Declaração de Inexigibilidade em
20/01/2010 . ORLANDO AFONSO VALLE DO AMARAL . PróReitor de Administração e
Finanças . Ratificação em 20/01/2010 . EDWARD MADUREIRA BRASIL . Reitor .
Valor: R$ 5.990,00 . Contratada :JOSE REGINALDO PEREIRA GOMES FILH. Valor:
(SIDEC - 20/01/2010) 153052-15226-2010NE900003”

Vi no portal da transparência que ele é Procurador Federal desde 2002,
portanto, em 2010 já era servidor público federal.

Inicialmente achei um absurdo um procurador da AGU cobrar R$ 5.990,00,
quase R$ 6.000,00, isso em 2010, para ministrar um curso para a
Universidade Federal de Goiás (UFGO), que deve ter sido muito curto pois
ele trabalhava em Recife nessa época. Quem nessa universidade ganha uma
hora/aula dessas? Tirar dinheiro da educação para pagar um servidor
público que certamente deu essas aulas quando devia estar no seu horário
de trabalho, é um escândalo!

SERÁ QUE A AGU LIBERA SEUS PROCURADORES PARA IR A OUTRO ESTADO GANHAR
DINHEIRO QUANDO DEVERIAM ESTAR DANDO EXPEDIENTE EM SUAS REPARTIÇÕES?

Mas achei também que essa conduta era ilegal, pois se é proibido contratar
empresa onde um dos sócios é servidor, com muito mais razão é ilegal
contratar o próprio servidor. Então consultei quem entende de direito,
veja o resultado...

Professor Pinguelli, pasme, pode perguntar aos nossos verdadeiros
defensores, os advogados da COPPETEC, isso é completamente ilegal, é um
ato de improbidade. Veja a lei que proíbe isso, Lei 12.017, de 12 de
agosto de 2009:

"Art. 21.  Não poderão ser destinados recursos para atender a despesas com:

VIII – pagamento, a qualquer título, a militar ou a servidor público, da
ativa, ou a empregado de empresa pública ou de sociedade de economia
mista, por serviços prestados, inclusive consultoria, assistência técnica
ou assemelhados, à conta de quaisquer fontes de recursos (FOI O QUE
COMETEU O DR.JOSÉ REGINALDO PROCURADOR-GERAL DA UFRJ - ESTÁ IMPUNE);

XII – pagamento, a qualquer título, a empresas privadas que tenham em seu
quadro societário servidor público da ativa, ou empregado de empresa
pública ou de sociedade de economia mista, por serviços prestados,
inclusive consultoria, assistência técnica ou assemelhados. (FOI A
ACUSAÇÃO AO PROF GERALDO NUNES - FOI DEMITIDO)"

A FALTA QUE O PROF GERALDO NUNES FOI ACUSADO ESTÁ PROIBIDA PELA MESMA LEI
E PELO MESMO ARTIGO QUE PROÍBE A FALTA QUE O DR. JOSÉ REGINALDO COMETEU
QUANDO ERA PROCURADOR EM OUTRO ESTADO. UM FOI DEMITIDO DA UFRJ, O OUTRO
VIROU PROCURADOR-GERAL DA UFRJ! ISSO É JUSTO?

Quer dizer que para a gente captar recursos pela COPPETEC a lei proíbe
como vem dizendo esse procurador, mas para encher o bolso dele de
dinheiro: dane-se a lei!

Ele não dá aulas sobre isso? Não está querendo nos ensinar o que é legal
ou ilegal? Um procurador não pode alegar desconhecimento da lei!

Por que será que a CGU não vê isso? Só olha para dentro da UFRJ, e com
ajuda desse moço.

Para os amiguinhos desses algozes não tem PAD? SE NÃO ME ENGANO, O
PROFESSOR GERALDO NUNES, QUE NÃO TEM OBRIGAÇÃO DE ENTENDER DE LEI, FOI
DEMITIDO JUSTAMENTE POR TER RECEBIDO DINHEIRO PÚBLICO EM UMA CONTRATAÇÃO
QUE ELES CONSIDERARAM INDEVIDA PELO FATO DE ELE SER SERVIDOR.

E olha que no caso do Prof. Geraldo Nunes, como foi explicado no consuni,
a sua firma foi contratada para atender uma necessidade da UFRJ, ou seja,
o dinheiro não foi para o bolso dele, mas sim para pagar as despesas da
empresa que prestou um serviço urgente para a Universidade, sem nenhum
lucro pessoal, mesmo assim demitiram nosso docente.

NO CASO DO PROCURADOR, O DINHEIRO FOI DIRETO PARA A CONTA PESSOAL
DELE,POIS ELE FOI CONTRADO COM INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO COMO MOSTRA A
PUBLICAÇÃO,
COM VANTAJEM PESSOAL EVIDENTE. AGORA ESSE PROCURADOR VAI SER DEMITIDO
TAMBÉM? ORA A MESMA LEI QUE VEDOU A CONDUTA DO PROF GERALDO NUNES PROIBE A
CONDUTA DO DR. JOSÉ REGINALDO! Só não duvido porque sei que o senhor não
vai deixar isso barato.

VAMOS EXIGIR QUE SEJA DADO AO PROFESSOR GERALDO O MESMO TRATAMENTO QUE
ESTÁ SENDO DADO A ESTE PROCUDADOR! OU DEMITE-SE OS DOIS OU OS DOIS TEM
DIREITO DE PERMANECER EM SERVIÇO. NÃO PODE É UM OCUPAR UM ALTO CARGO E O
OUTRO SER EXPULSO DA UFRJ.

O Professor Levi tem que devolver esse procurador para a AGU para ele
responder lá por essa improbidade que encontrei e provei. E vamos
acompanhar para ver se eles sabem cortar na própria carne ou passar a mão
na cabeça do seu pupilo! Se não der em nada, pelo menos deixamos de gastar
com os seus aluguéis que pagamos com dinheiro que arrecadamos com nossas
pesquisas e que está indevidamente sendo usado para sustentar um inimigo
dentro da nossa casa.

Na esperança de estar ajudando a defender a universidade de figuras
maléficas como esse procurador, que é contra a pesquisa e contra a
Universidade, despeço-me, saudando-o.

Que o senhor tenha força para defender nossa Universidade nesses momentos
tão difíceis.

De um grande fã seu que não pode se identificar agora para não sofrer
represálias desses que se acham acima do bem e do mal. Mas um dia, quando
tudo isso for resolvido, chego no senhor e me apresento para agradecer o
que o senhor tem feito por todos nós.

Saudações universitárias!

“Tu deviens responsable pour toujours de ce que tu as apprivoisé.” – Antoine de Saint-Exupéry

Olá Profa. Aracéli, em primeiro lugar, feliz ano novo!

A tradução do título do artigo, deixamos por conta do seu chegado, o demitido Geraldo Nunes, que aliás, sabemos estar ainda ativo e trabalhando, ainda que flagrantemente ilegal.

Muito bem, começamos o ano de forma tardia, mas com uma bomba quentinha.

Professora Aracéli, um contrato gordo de vigilância é tudo o que vocês precisam para iniciar o ano bem, não é mesmo? Um contrato de algumas dezenas de milhões e embolsar boa fatia? Com um edital indo prá rua mês que vem talvez?

Ahhnnn, mas vocês sabem que a CGU está de olho e não vai dar mais para cobrar 6 ou 7 mil reais por posto, outrossim orientar a Front para diminuir o máximo possível, para 2/3 mil reais no máximo, no intuito de demonstrar “lisura” no processo.

Demonstrar lisura somente aos órgãos de controle, pois na execução que se dará a sacanagem, de cada três postos de trabalho, cumpririam-se um (1) apenas, voltando ao cálculo pague 3, leve 1.

E quanto à DISEG fiscalizar os postos, sabemos que isso será o menor dos problemas, está tudo dominado, cada um com o seu prometido.

Estamos de olho.

PS: Diferente de seus lacaios, queremos ver a senhora montar em cima, segurar na tromba e domar a fera que é a Minerva Revelada.

SENTA!

Entrei de Gaiato no Navio…

Estamos nos antecipando e temporariamente despublicando o post “Galeria de Fotos, “Famíglia” Feliz da UFRJ.

Motivos:

  1. Recebemos e-mails de terceiros –sempre anônimos e garantia absoluta de sigilo– que afirmam que determinadas pessoas que aparecem nas fotografias não fazem parte da grande “Famíglia”.
  2. Por outro lado, também não queremos encheções de saco jurídicas.
  3. Tampouco vindas da Procuradoria da UFRJ, que atualmente encontra-se desprovida de moral e competência (inata) jurídica para nos fazer quaisquer requerimentos do tipo “Cease or Desist”. Estamos falando da mesma Procuradoria que manteve e prorrogou o contrato do BB,  deixou o Sr. Levi latifundiar o parque tecnológico, deixou várias ilegalidades ocorrerem ao curso de várias gestões, órgão esse da AGU, a mesma instituição que está envolvida em escândalos de tráfico de influência. Merece respeito?

A propósito, sobre a Procuradoria, fontes fidedignas informam que o novo Procurador Geral José Reginaldo é indicação da Sra. Aracéli, da SG-6, que está sendo investigada pelo MPF, vide: “A Ponta do Iceberg” e ‘Em Maré Baixa, o Iceberg Emerge”.

A real preocupação nossa é resguardar a identidade de determinadas pessoas que aparecem nas fotos, portanto, tornaremos públicas somente aquelas investigadas ou com fatos comprometedores e/ou imorais, para as demais, nós mesmos conduziremos investigações, e caso realmente pertençam à “Famíglia”, denunciaremos às autoridades competentes.

Continue lendo

Etiquetado , , , ,

Em Maré Baixa, o Iceberg Emerge

Continuando o post “A Ponta do Iceberg”, segue na íntegra, outros dois e-mails que circularam na UFRJ, não é preciso nem gastar nosso latim comentando, os e-mails falam por si. Agradecimentos a quem nos enviou, desde já, com a identidade em absoluto sigilo.

Segundo E-Mail:

Assunto: Referente ao Inquérito Civil Público 1.30.001.004715/2012-89.

Parabenizando o MPF por ter tido a iniciativa de abrir inquérito para apurar minhas denúncias.

De tão satisfeito, resolvi colher mais informações e descobri o seguinte:

Em visita ao prédio da Reitoria verifiquei que todas as empresas que prestam serviços terceirizados no prédio onde fica a Pró-reitoria de Gestão e Governância da Professora Araceli são as mesmas citadas na denúncia anterior:

Continue lendo

Etiquetado , , , , ,

As Pupilas do Senhor Reitor

Após a reportagem do fantástico e o lançamento e divulgação do nosso blog, são dois detalhes totalmente opostos que nos chamam bastante atenção. Por um lado, recebemos várias denúncias e arquivos através de nosso e-mail, por outro, vemos as notas desesperadas por parte da UFRJ e a total subserviência e ingenuidade da comunidade acadêmica, principalmente aqueles que podem dar a cara a tapa e ir à luta, como diretórios acadêmicos, movimentos de ocupância e até mesmo os mais prejudicados, a representação do alojamento.

O maior erro é confundir embates políticos e midiocráticos com moralidade, nenhum estudante ou representante de tais organizações que podem fazer a diferença gostam das Organizações G por exemplo.

O fato de gostar ou não de determinada mídia nada interfere no processo de expurgar a chaga que já foi revelada, neste caso o Reitor e seus asseclas.

Justiça seja feita, as Organizações Globo, já elegeram e depuseram Presidentes, mas seu poderio midiocrático declinou ao longo do tempo, hoje com as redes sociais, a mídia está ao alcance de qualquer um que esteja em ativa luta por um ideal, político, apolítico ou simplesmente moral, que é o caso aqui. A Globo não fez nada que não faria em um RJTV ou JN, achamos que o que chocou foi o veículo sendo o Fantástico. Afinal, eles trabalharam tão somente baseados em documentos oficiais e processos de autoridades superiores os quais a comunidade não tinha conhecimento, e talvez nem teriam.

O Reitor descaradamente usa a autonomia universitária para se blindar e esquivar, mas a autonomia universitária não é privilégio do Reitor, e sim da Universidade, e existem órgãos maiores e legítimos denunciando o Reitor e irregularidades cometidas por meia dúzia de mequetrefes, que com certeza serão processados até mesmo criminalmente.

Sendo bem franco, a situação do Reitor e seus comparsas não muda caso a comunidade se coloque pró, contra ou neutra. O que acontecerá com a Universidade sim.

Temos informações que sinalizam uma intervenção Federal, auditoria especial e o possível fim, ainda que pró-tempore da conquistada autonomia universitária. Mas isso só acontecerá se a comunidade não se manifestar, portanto, precisamos expulsar o Reitor e toda sua equipe investigada imediatamente, pedindo urgência em novas eleições, de acordo com o regimento.

Lembrando também que o Reitor só ainda não caiu pois o Mercadante está comprando esta briga ao colocar sua galinha dos ovos de ouro na maior Universidade do Brasil, a EBSERH, e o senhor Reitor assim o fez, sem consultar o Consuni.

Se não basta, vejam o caso do Canecão, vocês estão presenteando maus gestores. Imaginem uma Arena Minerva, é um prato cheio para dispensas de licitação por inexigibilidade, aonde a administração central teria livre arbítrio para contratar por exemplo, artistas sem expressão e de cachê baixo por valores astronômicos, com certo desvio de verba para amigos do alheio.

Não seja mais uma pupila do senhor Reitor.

Etiquetado , , , , ,

Notas da UFRJ – Respostas

Vamos ao primeiro fato: desde o momento que foram contactados pela Globo (e o cu na seringa) a  UFRJ vem desesperadamente com sua assessoria de imprensa veiculando inúmeras notas pelo SIGA e seu portal UFRJ.

Conselho de amigo: UFRJ e SGCOMS, parem com as notas no SIGA, podemos fazer o mesmo. Duvidam? Por questões éticas, preferimos divulgar aqui no Minerva Revelada mesmo.

Portanto, deixamos a oportunidade para os senhores se cagarem nas calças quando ouvirem o seguinte tweet em @minervarevelada ou @anonymousufrj:

——-TANGO DOWN——

Continue lendo

Etiquetado , , , , ,

Um recado para a FUJB – Projeto Praça XI

Reportagem sobre o projeto Praça XI:

Nós sabemos que vocês tentaram oferecer propina para o Prof. Mauro Schechter, segue o e-mail (temos o original):

De: "Sonia Maria Pires Mattos" <sonia@fujb.ufrj.br>
Para: "Mauro Schechter" <maurosch@hucff.ufrj.br>
Enviada em: sexta-feira, 24 de novembro de 2006 19:02
Assunto: O que eu não poderia dizer a você

Um item não escrito: Se você aceitar uma proposta 
(R$) da FUJB e der por encerrado o assunto, 
procurando recuperar o restante na justiça, 
essa proposta existirá.

Sônia
Etiquetado , , , , , ,

A Ponta do Iceberg

O escândalo que está prestes a estourar na matéria do fantástico deste domingo (18/11), sobre o relatório da CGU que decidem pela demissão do Reitor Carlos Levi, o (Falecido) Ex-Reitor Aloísio Teixeira, o coordenador do SCRI Geraldo Nunes e o Ex-Chefe de Gabinete João Eduardo Fonseca, é apenas a ponta do iceberg.

A notória omissão do Ministro da CGU Jorge Hage em assinar as demissões, as notas de desespero da UFRJ bem antes da reportagem ir ao ar e a contraditória nota oficial da CGU, só dão sinais que mais escândalos estão por vir e o desespero das instituições ao tentar abafar o caso, que com certeza se desdobrará em muitos outros.

De fato, até aonde sabemos, o TCU está de olho, mas infelizmente se limita a multar um gestor até R$ 30.000,00, o que é muito pouco para quem desvia milhões.

Por outro lado, temos a informação que a Polícia Federal vem acompanhando a bastante tempo os passos de gestores e servidores da UFRJ, incluindo o Reitor Carlos Levi. É possível que logo após a veiculação da matéria do Fantástico, a PF entre em ação, Polícia gosta de mídia.

Não menos importante, e justamente o motivo deste post, é o Inquérito Civil Público 1.30.001.04715/2012-89 instaurado pelo MPF após uma série de e-mails que começaram a circular na UFRJ, e-mails esses, motivados principalmente após a reportagem do Fantástico sobre licitações de cartas marcadas no IPPMG/UFRJ.

Vale lembrar que Marcelo Land era o antigo diretor do IPPMG, hoje ele é chefe de gabinete da Reitoria, é possível que foi as negociatas já eram comuns em sua gestão, do contrário, os representantes das empresas não estariam tão a vontade conversando com o repórter, que se passava como novo gestor de contratos.

Segue um dos e-mails, na íntegra, denunciando licitações suspeitas na PR-6/UFRJ:

Continue lendo

Fantástico x UFRJ

Para quem não sabe, o Fantástico iria veicular uma matéria no dia 11/11/2012 sobre a UFRJ e o relatório da Controladoria Geral da União sobre o desvio de 43 milhões de reais para contas paralelas da FUJB e inúmeras outras ilegalidades, incluindo compra de vinhos e charutos por assessores do então Reitor Aloísio Teixeira. O documento demite além do falecido Reitor Aloísio Teixeira, o atual Reitor Carlos Levi, o ex-chefe de gabinete João Eduardo Fonseca e o Coordenador do SCRI, Geraldo Nunes, braço direito de Aloísio Teixeira em sua gestão.

Como era de se esperar, mas não tão rápido, foi a ação dos gestores da Universidade que acionaram sua pífia assessoria de imprensa (SGCOMS) que utilizaram-se de artifícios como contatos com Jornalecos e o uso de estagiários na divulgação em redes sociais, uma tentativa desesperada de calar a Globo – Lembrando que esta façanha somente Leonel Brizola conseguiu, uma única vez.

Todos ficaram em polvorosa quando a reportagem fora adiada, achando que haviam sim calado a Globo.

Continue lendo

Etiquetado , , , , ,
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 30 outros seguidores